pular para o conteúdo [1]

Menu Principal

Fim do Menu Principal

Setores

 
 
 
 
 
 

Diretor 

Enio Rodrigues da Rosa

Assumiu a direção geral do IPC no ano de 2009, como interventor judicial nomeado pelo Ministério Público do Paraná. É formado em Pedagogia, especialista em Fundamentos da Educação e mestre em Educação pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste). É também especialista em Educação Especial com ênfase em Inclusão Educacional, pela PUC-PR e professor concursado da Rede Estadual de Ensino do Paraná. É escritor, com livros publicados.


Serviço Social 

O que faz:  O Serviço Social no IPC, realiza atendimento especializado às pessoas com deficiencia visual ou baixa visão, nas áreas de Proteção Social especial de Média Complexidade: Serviço de Proteção Social Especial para Pessoal com deficiência, idosas e suas famílias; Hbilitação e Reabilitação social de pessoas com deficiência visual e garantia de direitos; Proteção Social de Alta Complexidade: Serviço de Acolhimento de Longa Permanência InstitucionalPara saber mais, clique aqui.

Quem coordena: Dotzi Mara Godoi Rosa. Formada em 1998 em Serviço Social pela Universidade do Contestado/SC e Pós-Graduação em Serviço Social: Fundamentos e Competências pela UNINTER/PR. Tem experiência na área há 21 anos, sendo 08 anos na área da Pessoa com Deficiência. Assumiu no IPC em outubro de 2019.  

 

CAEE (Centro de Atendimento Educacional Especializado Professor Osny Macedo Saldanha)

O que faz: atende toda semana, em média, 160 crianças, jovens, adultos e idosos com deficiência visual de Curitiba e da Região Metropolitana, ajudando-as a terem melhor qualidade de vida e independência no dia a dia, além da inclusão social, a partir do ensino e orientação em várias frentes.

São atendimentos em Braille, Soroban, orientação e mobilidade, atividade da vida autônoma, informática educacional acessível, educação física, arte, além da estimulação essencial, destinada a crianças com até 5 anos de idade, e estimulação e reeducação visual, voltada a pessoas com baixa visão. Realiza também apoio escolar dentro do instituto e, externamente, presta assessoramento em escolas comuns da rede pública por meio do serviço itinerante. Para saber mais, clique aqui.

Os atendimentos são garantidos a todas as pessoas que dele necessitam, independentemente da idade e de estarem ou não estudando. Trata-se de um direito previsto no Artigo N. 208, III, da Constituição Federal de 1988.

Quem coordena: Idamaris Singulani Costa. Começou a trabalhar no IPC em 1998, como professora, e hoje é responsável pelo CAEE e também pela Escola Professor Osny Macedo Saldanha, onde é diretora desde o ano 2010. É formada em Estudos Adicionais na área visual/História e Pós-graduada em Educação de Jovens e Adultos.

  

Recursos Humanos e Prestação de Contas

O que faz: cuida de aspectos que envolvem os funcionários, visando promover melhor qualidade de trabalho, desempenho e bom ambiente interno. Para isso, atua em várias frentes dentro dos direitos e benefícios do trabalhador e também dos deveres, entre eles frequência, medicina do trabalho, plano odontológico, vale-transporte etc. O setor controla parte do financeiro do IPC, prestação de contas Convenios com Orgãos Públicos e as compras necessárias à manutenção do dia a dia do instituto.

Quem coordena: Daiane Cristine Braz. Começou a trabalhar no IPC em 2014. Tem formação profissional em Gestão de Recursos Humanos e experiência como assistente administrativo.

 

Financeiro e Contabilidade

O que faz: realiza toda a gestão financeira do IPC de forma a controlar e bem aproveitar os recursos visando obter um caixa saudável e eficiente, fundamental para o bom funcionamento do instituto e a realização dos atendimentos e projetos. O trabalho é feito de acordo com os Princípios Fundamentais de Contabilidade e demais legislação específicas e inclui, entre outros pontos, a prestação de contas dos recursos recebidos de entidades públicas e privadas e as declarações fiscais, itens obrigatórios para entidades sem fins lucrativos. Este setor também é responsável por prestar esclarecimentos, quando necessário, junto a órgãos como Tribunal de Contas do Paraná, Ministério Público do Paraná, Receitas Federal e Estadual e Prefeitura de Curitiba. Outra frente é o acompanhamento de rotinas trabalhistas dentro do IPC que envolvam contratação, demissão e folha de pagamento dentro das leis trabalhistas e convenções sindicais.

Quem coordena: Carlos Roberto da Silva e Juliana da Silva Collaço, ambos atuam no IPC desde 2010. Carlos tem 25 anos de experiência em contabilidade, finanças e gestão empresarial, sendo consultor em diversas empresas e organizações da sociedade civil. É formado em Ciências Contábeis pela Fundação de Estudos Sociais do Paraná e tem especialização em Administração Financeira pela mesma instituição de ensino. Juliana é Contadora da empresa terceirizada MNV Contabilidade e Consultoria. Tem formação em Ciências Contábeis pelo Centro Universitário Autônomo do Brasil (Unibrasil) desde 2013.

 

Nutrição

O que faz: cuida da alimentação dos moradores da Moradia Acolhedora, dos funcionários e dos estudantes que frequentam as atividades sócio-educacionais do IPC, CAEE e da Escola Osny Macedo Saldanha, promovendo e incentivando hábitos saudáveis que poderão contribuir com a melhor qualidade de vida, inclusive dos idosos. Todo um cuidado especial é tomado na higienização e manipulação dos produtos, com supervisão regular da Vigilância Sanitária e do Conselho Regional de Nutrição. Na sua grande maioria, os alimentos são doados ao IPC, entre eles pães, hortifrútis, arroz, feijão, óleo, açúcar, café, farinha de trigo etc. Além disso, o setor trabalha de forma multidisciplinar com a enfermagem para o cuidado com a saúde dos moradores e desenvolvendo cardápio personalizado para atender a alguma necessidade especial.

Quem coordena

 

Enfermagem

O que faz: é responsável pelo cuidado integral dos moradores da Moradia Acolhedora, 24 horas por dia, todos os dias da semana. Para isso, conta com uma equipe de um enfermeiro, quatro técnicos, um auxiliar de Enfermagem e uma cuidadora de idosos. Entre os atendimentos estão administração de medicamentos que foram prescritos por médicos, encaminhamentos para exames e consultas médicas, cuidados com higiene e alimentação e outros cuidados específicos da pessoa com deficiência visual, atendendo-os sempre de maneira humanizada e holística, além da participação da equipe de Enfermagem em Educação e Saúde na Escola Professor Osny Macedo Saldanha e no CAEE.

Quem coordena: Valéria de Fátima de Paula. Formada em Enfermagem pela Uniandrade, tem especialização  especialista pelo Programa Especial de Formação Pedagógica em Biologia, Gestão em Saúde com Ênfase em Vigilância Sanitária e Qualificação de Gestores do SUS. 

 

Psicologia

O que faz: acompanhamento psicológico dos moradores acolhidos no Programa de Longa Permanência (adultos e idosos), pessoas com deficiência visual e suas famílias vinculadas ao IPC, bem como orientação psicoeducacional para os profissionais e os alunos da Escola de Educação Especial Professor Osny Macedo Saldanha. É responsável pelo acolhimento e a triagem de pessoas com deficiência visual e baixa visão que procuram o instituto para atendimento. Para saber mais, clique aqui.

Quem coordena: Josilene Wosniak de Andrade, licenciatura em Psicologia pela Universidade Tuiuti do Paraná, com licenciatura em Pedagogia pela mesma universidade. Tem magistério com habilitação em Pré-escola, pelo Colégio Estadual Regente Feijó, em Ponta Grossa (PR).

 

Terapeuta Ocupacional

O que faz: promove saúde e bem-estar através de atividades significativas. O objetivo principal é possibilitar a participação em atividades da vida cotidiana. O trabalho é realizado para melhorar a capacidade de envolvimento nas ocupações que desejem, precisem ou que são esperadas, podendo fazendo intervenções com treinamentos específicos, na própria atividade e/ou no ambiente para contribuir com o engajamento e participação. Atua no projeto para ampliar capacidades funcionais das pessoas cegas e com baixa visão em situação de acolhimento institucional.

Quem coordena: Izabella Oliveira Rodrigues, bacharel em Terapia Ocupacional pela Universidade de Brasília com experiência em saúde da família  e saúde mental. Pós graduanda em Arteterapia pelo Instituto Tecnológico e Educacional de Curitiba.

   

 

Crédito das fotos: Marya Rodrigues.

 
 
 
 
 
Baixar arquivo

Álbum de fotos

Clique em uma foto e veja mais imagens.
Crédito das fotos: Marya Rodrigues.
Voltar